Projeto do livro Dulcinéia Catadora e oficinas da exposição The Art of Storytelling
Com curadoria de Selene Wendt do Projeto Arte Global para Museu de Arte Contemporânea (MAC), Niterói, Brasil



A arte de contar histórias é uma exposição temática que apresenta artistas contemporâneos internacionais cujo trabalho é inspirado pela literatura e poesia. Com curadoria de Selene Wendt especificamente para Museu de Arte Contemporânea (MAC) de Niterói, no Brasil, a exposição está confirmada para  11 a 24 junho de julho de 2016. A exposição coincide com a re-inauguração do MAC, que foi fechado para reformas há mais de um ano. The Art of Storytelling é dividido em várias partes, que terá lugar tanto no MAC e em locais adicionais em Niterói.

Para refletir a importância da dimensão social do projeto de exposição foi desenvolvido um projeto especial do livro em colaboração com Lucia Rosa do Dulcinéia Catadora coletiva, baseada em São Paulo, de artistas / escritores / catadores que ativamente engajados jovens da comunidade local e no vizinho Morro do Palácio favela, proporcionando uma oportunidade única para a expressão literária e artística. O projeto do livro representa uma abordagem altamente inovadora para a prática de arte colaborativa que usa ativamente arte e literatura como ferramentas vitais para implementar a mudança em um nível social.
O artista Dulcinéia Catadora / escritores coletivas, com sede em São Paulo, Brasil, publica poesia e contos sob a forma de pequenos livros de papelão. Estas publicações, que são e costurados um por um pintado à mão, são o eixo central de seu processo criativo, com sustentabilidade e empoderamento como valores fundamentais da coletiva. O artista Lúcia Rosa lançou Dulcinéia Catadora em São Paulo em 2007, com Peterson Emboava após ambos trabalharam na 27ª Bienal de São Paulo com Eloísa Cartonera, o artista argentino / escritores colectivas que começaram esta prática em 2003. Tendo já publicou 107 títulos, Dulcinéia Catadora segue um caminho idealista que lhes permite promover jovens e inéditos autores, abrindo para novas narrativas e oportunidades dentro da literatura contemporânea latino-americana.
Usando arte e literatura como ferramentas para a mudança social

Nós desenvolvemos uma série de workshops para produzir 500 papelão one-of-a-kind cobre para The Art of Storytelling catálogo da exposição / livro. Mais especificamente, os jovens do local, o Morro vizinha fazer Palacio favela, bem como catadores e estudantes de escolas locais, estará diretamente envolvida no resultado real do livro na medida em que ele vai refletir seus sonhos, aspirações, histórias e idéias . O livro apresenta informações sobre a exposição, bem como a documentação de vários aspectos das oficinas, além de uma introdução por Mario Vargas Llosa, contos e poemas de Fabio Morais, Paulo Scott, Sérgio Sant'Anna, Douglas Diegues, bem como poemas e fotografias de jovens participantes.

O processo criativo envolvido envolver os jovens a pintar as tampas cortadas de caixas de papelão à mão livre e com a ajuda de stencils. O processo artesanal significa que cada tampa é uma tampa original criado a partir de caixas de papelão reciclados. É importante ressaltar que o trabalho com jovens da favela requer um compromisso de longo prazo e confiança. Portanto, as oficinas teve lugar durante um período de vários meses que antecederam a publicação e exposição.

Expondo os jovens a literatura era um aspecto essencial das oficinas, e cada oficina começou com Lúcia Rosa ler um poema e uma história curta. Uma vez que as oficinas estavam em andamento convidamos escritores e artistas adicionais para se encontrar com e inspirar os jovens participantes. Os convidados incluíram Magne Furholmen e Rosana Ricalde, que também estão participando como artistas na exposição, bem como o escritor Paulo Scott.

Magne Furuholmen, participou de um workshop no dia 28 de setembro, onde se envolveu participantes para carimbar palavras em blocos de argila em massa, resultando em esculturas de graffiti, como que gradualmente dissolvidos e decadência no tempo que levaram para a exposição. Seus monotipias e esculturas da série "As construções literárias '2015 foram a fonte de inspiração para a participação da Magne Furuholmen na oficina.

Cada monotipia apresenta uma grande letra que o fundo, que pode ser lido a partir de uma distância como as construções LITERÁRIAS palavra. Close-up pode-se ler as palavras que derivam as letras nestas duas palavras, resultando em fragmentos lingüísticos como "algodão não sensical ',' utensílios erotica oculares ',' surrealista estacionária", etc. Em uma abordagem da linguagem e do texto que é semelhante a interpretações de textos literários de Elida Tessler, este trabalho baseia-se na ideia de que existem 5 500 palavras alternativas que podem ser derivadas estritamente das letras no literário construir no idioma Inglês sozinho. Como um artista com um interesse de longa data no jogo entre imagem e texto, e como poeta e compositor em seu próprio direito, o jogo entre texto e imagem na obra de Magne Furuholmen é poética e literária, no sentido mais abstrato.

O trabalho de Dulcinéia Catadora, em geral, é impulsionado por ideais bem definidos. Eles fornecem uma plataforma para a expressão artística e literária para as pessoas cujas vozes de outra forma não ser ouvido e para os mais desfavorecidos da sociedade, razão pela qual Dulcinéia Catadora também paga os trabalhadores dos Cooperativa de Reciclagem (catadores) que são membros do coletivo Dulcinéia Catadora para o livros que eles fazem. Com The Art of Storytelling projeto do livro, tanto a juventude e os catadores que estavam envolvidos foram directamente compensados ​​pelo seu tempo e participação.

O que torna o projeto e oficinas de arte de contar histórias livro tão especial é que ele proporcionou uma oportunidade única para capacitar jovens carentes dentro do contexto de uma importante exposição internacional em um museu brasileiro estabeleceu. Ao trazer a juventude para o projeto, numa fase inicial, com arte e literatura como nossas ferramentas, procuramos capacitar os jovens e garantir que suas vozes fossem ouvidas em termos das tampas pintados à mão, o conteúdo da publicação, e também em relação a um trabalho coletivo que se tornará uma parte importante e vital da própria exposição.

A conclusão bem sucedida deste projeto sinaliza a primeira etapa de uma visão de longo prazo para revitalizar toda a comunidade envolvente Museu de Arte Contemporânea, Niterói. Isso inclui colaborações com instituições próximas, como Museu Janete Costa de Arte Popular e Solar do Jambeiro, a revitalização da vizinha Ilha de Boa Viagem para restaurá-lo para um local de encontro cultural, e um aumento global de iniciativas socialmente engajadas que irá criar uma duradoura e um diálogo significativo entre a comunidade local e Museu de Arte Contemporânea, Niterói. Em última análise, o impacto e os benefícios sociais do The Art of Storytelling projeto do livro continuará a ressoar além do prazo das oficinas e exposições para beneficiar todos os envolvidos.

Lista de artistas participantes na exposição

Gilvan Barreto, Dulcinéia Catadora, Marilá Dardot, Magne Furuholmen, Lobato & Guimarães, William Kentridge, Cristina Lucas, Fabio Morais, Ernesto Neto, Ulf Nilsen, André Parente, Rodrigo Petrella, Rosana Ricalde, Eder Santos, Valeska Soares, Elida Tessler, Sergio Bernardes / Guilherme Vaz e Nina Yuen.

Para obter informações mais relevantes consulte os seguintes links:

www.theglobalartproject.no
www.dulcineiacatadora.com.br

O filme 13 minutos sobre o projeto Dulcineia Catadora para The Art of Storytelling:
https://vimeo.com/162296776

Google Tradutor para empresas:Google Toolkit de tradução para appsTradutor de sitesGlobal Market Finder