O Festival de Curitiba traz este ano uma série de atrações musicais. Além de ´Gonzagão – A Lenda´, que estreia hoje no Teatro Positivo, às 19h, e ´A Música e a Cena´, com Cida Moreira, dias 2 e 3 de abril no Guairão, os musicais invadiram também a programação do Fringe:

‘Sukata’ conta a história de Suzana, Katarina e Tania, garçonetes de uma lanchonete delivery. Insatisfeitas com sua realidade, elas resolvem mudar o futuro e ajudar o bairro onde moram e as pessoas que nele vivem. A companhia Batom Produções, de São Paulo, se apresenta nos dias 31 de março (15h), 1º (15h), 2 e 3 de abril (19h) no Museu Oscar Niemeyer.

Nos dias 5 e 6 de abril, sempre às 17h e 19 horas, no Teatro Novelas Curitibanas, os irmãos Marcos e Karina Souza apresentam ‘Memórias em Improvisos’. O texto resgata lembranças do pai, músico e compositor Chico Mário. Um misto de movimentos, sons e interpretações, com elementos cênicos capazes de transmitir as mais sutis recordações, usando linguagens artísticas distintas, como música, dança, teatro, textos e gravações.

Já no Teatro HSBC quem comanda são os russos com o espetáculo ‘Família Lovborgs: os russos transcomunicadores’. O trabalho, de André Abujamra, conta com a parceria de músicos curitibanos. Referências como Emir Kusturica, Bireli Lagrane e Django Reinhardt, Pina Baush, Spike Jones, Tadeuz Kantor, Les Luthies e a exótica musicalidade romena estão no palco nos dias 6 e 7 de abril, às 18h e 21 horas, em composições inéditas, vídeos, cenários e figurinos, que conduzem o espectador a uma atmosfera cheia de sons, humor, imagens e espíritos de outros tempos.

A música também serve para contar a história brasileira. Na peça ‘A Guerra dos Fanáticos – o contestado’, a Cia. Máscaras de Teatro usa a linguagem épica para retratar a Guerra do Contestado, que aconteceu na fronteira entre Paraná e Santa Catarina nos anos de 1912 e 1916. Será nos dias 2, 3 e 4 de abril, às 21 horas, no Teatro Lala Schneider, sala 1.





FONTE:: Festival de Teatro