"Escola separa ricos dos pobres, denuncia Ministério Público do ES".

Não se trata de tema de algum assunto abordado numa novela ou filme. Pura realidade, por mais absurda que esta decisão possa parecer. O fato ocorreu na cidade de Muniz Freire no sul do Espírito Santo. Estudantes foram separados por sua condição social em salas diferentes pela pressão dos pais com maior poder aquisitivo. 

Com a denúncia o Ministério Público notificou a Prefeitura sobre a discriminação. Confira a matéria completa no portal G1 e perceba como em pleno século XXI ainda estamos caminhando para trás cada vez mais. 


Confira abaixo um artigo sobre a questão.