ACISF e CARSF promovem encontros com candidatos à Prefeito de Curitiba para apresentar a pauta de reivindicações do comércio

texto e fotos: Eli Antonelli

Na manhã da última segunda-feira (06), dezenas de empresários e representantes da comunidade receberam no Clube Trieste, em Santa Felicidade, o candidato do PDT à Prefeitura de Curitiba. Durante um café da manhã promovido pela ACISF e pela CARSF o candidato apresentou suas propostas para a cidade de Curitiba e recebeu a carta de reinvindicações para melhorias no bairro, documento que foi construído de forma coletiva pelos moradores e empresários da do bairro.

Gustavo Fruet recebe carta de reinvindicações da região de Santa Felicidade
Ao lado Osvaldir Benato, presidente da CARSF e
 Ana Lúcia Leite, presidente da ACISF
O encontro contou com a presença dos candidatos a vereadores Hélio Cury do PDT, Roseli Isidoro (PT) e de vários empresários como, por exemplo, Idário Gasparin, Beto Madalosso, Flora Madalosso, Carlos Madalosso, Osvaldir Benato, Kalil Chuchene, Thaíza Campestrini, João Moro e diversos outros.  

A presidente da ACISF Ana Lucia Moro destacou que o objetivo desta série de encontros com os candidatos é alertar o futuro prefeito de Curitiba para a necessidade urgente de promover a infraestrutura adequada ao desenvolvimento econômico, turístico e social de Santa Felicidade “Nos queremos um planejamento para o bairro que realmente atenda nossos objetivos: que é gerar riquezas e negócios, aumentar o número de empregos, promover e incentivar o turismo como fator de desenvolvimento para a região”, diz.
Ana Lucia destacou que todos os candidatos à Prefeito receberão a carta de reivindicações de Santa Felicidade. “Precisamos que o novo prefeito esteja atento às necessidades do bairro, que agrega valor a imagem de Curitiba e ao Estado do Paraná. É preciso uma parceria forte e intensa com os poderes públicos para chegar a Santa Felicidade que queremos, ressalta.

Deputado Angelo Vanhoni conversa co empresários Carlos
Madalosso, Beto  Madalosso e Jaziel do Trieste
Gustavo Fruet fez uma fala bastante objetiva apresentando ao público as propostas relevantes para a cidade, destacou a questão da segurança, um problema que Santa Felicidade, como tantas regiões de Curitiba enfrenta. Gustavo disse que prioritariamente buscará, caso eleito, as parcerias e investimentos necessários, mas, priorizará principalmente a prevenção contra a violência, mantendo uma luta diária como gestor. “A droga é o mal do século, o prefeito tem que liderar e assumir este papel de combate. Não com postura de xerife, mas cumprir seu papel na frente desse objetivo da prevenção. Por isso, fecho o compromisso de ampliar para 30% o percentual de impostos para a área de educação. Não vamos mais perder jovens para o crime, temos que ter opções de lazer, atividade integral em escolas e outras parcerias. Abrir espaços para fortalecer a guarda municipal e fazer uma gestão integral. Todas as secretarias juntas nessa questão da prevenção”, diz.

O candidato agradeceu o convite dos empresários e elogiou a iniciativa. “A sociedade tem que se mobilizar, isso é muito proveitoso para o poder público. Esta agenda de reinvindicações que hoje é entregue, fará parte do futuro da cidade, independente de quem seja eleito prefeito.
Sabemos que é inevitável que haja um investimento para melhoria de Santa Felicidade”, afirma o candidato.

Gustavo elogiou a mobilização dos empresários e afirmou que o diálogo será seu compromisso “Esta será minha postura. Temos que entender que não se pode tudo, não adianta promessas vazias também, é claro. Mas é importante manter este diálogo sempre e tentar chegar as soluções junto com a comunidade unida”, diz.

Empresários esperam compromissos de todos os candidatos
O empresário Beto Madalosso representou os jovens empresários durante o encontro. Para ele é sempre muito positivo esse tipo de evento “Abre sim a possibilidade a de um debate direto, olhando para o futuro, sempre há um pouco de evolução”, diz. O empresário afirma que participa destes encontros há 12 anos, algumas vezes percebe que os políticos se comprometem e deixa uma expectativa que não é cumprida “Não somos do poder público e vemos muitas promessas e depois muitos argumentos para falar o que não foi feito e a gente fica a deriva”, diz.

A preocupação do empresário é realmente sentir o compromisso e a análise dos candidatos sobre as reinvindicações levantadas. Com relação ao Gustavo Fruet, Beto avaliou o encontro com positivo “Gustavo é uma pessoa que tem uma cabeça brilhante, fala da cidade como um todo, como alguém que realmente conhece, tem experiência”, diz.

Um ponto que Beto levanta que acha primordial para todos os candidatos é a questão do turismo “Percebo que realmente todos os candidatos tem falado da Copa do Mundo, da importância do evento, porém, precisamos de projetos, de ideias ligadas diretamente ao turismo. Quando se fala em Santa Felicidade percebemos que a região está bastante necessitada, inclusive com situações de restaurantes fechando. Os empresários investem, fazem  a parte deles. Porém, precisamos de um olhar do poder público para as necessidades urgentes de infraestrutura”, afirma.  

Para o jovem empresário, não se percebe mais na região, aquele romantismo que tinha antigamente por falta mesmo de apoio do poder público “As calçadas estão feias, as ruas de forma geral e os empresários estão a deriva. Não queremos maquiagem, queremos projetos efetivo que mexa na estrutura”, reivindica.

O maior cento de eventos do Brasil poderá ser em Santa Felicidade
Um dos pontos que chamou a atenção na reunião foi a possibilidade de Santa Felicidade ganhar um centro de eventos. Proposta que visa construir o maior centro de eventos do Brasil. O empresário Carlos Madalosso disse que existe esta ideia e que estão buscando a possibilidade de apoio.

Ele disse que o encontro com Gustavo Fruet foi bastante importante para os moradores e empresários, pois precisam falar das reinvindicações que são antigas e muitas “Estamos um pouco abandonados pelas autoridades municipais, precisamos que cuidem melhor do nosso bairro”, diz.

Carlos Madalosso contou sobre a proposta de criar um centro de eventos em Santa Felicidade “Nós temos uma área disponível que fica atrás do Restaurante Madalosso e vai até o Parque Barigui. É uma área praticamente desabitada ainda, e seria possível desapropriar e construir o maior centro de eventos do Brasil”, diz.
Para ele, Curitiba já tem a estrutura necessária para atender de forma geral eventos e poderia receber eventos de grande proporção do Brasil e internacional “Temos que tocar esta ideia junto ao IPPUC para termos o projeto e buscarmos apoio do Governo Federal para requisitar as verbas para construção. O nosso foco é que a próxima gestão da prefeitura esteja atenta a esta possibilidade, diz.

Iroclê Wykrota consultora da Associação Comercial do Paraná esteve presente no diálogo com o candidato. Para ela, esta conversa direta com a comunidade que sofre realmente os problemas é bastante proveitosa “É o momento que o candidato tem mais possibilidade de entender o problema”, diz. Ela avaliou a conversa com Fruet de forma positiva “Nas respostas e nas reinvindicação me pareceu que ele é muito ponderado. Ficou de avaliar as reinvindicações, e questões como os problemas graves como as enchentes que tem nos rios Cascatinha”, diz

Para Iroclê é importante a percepção do forte potencial turístico de Santa Felicidade “Todos os dirigentes seja nível municipal, estadual ou federal, deveriam tomar mais consciência e haver mais investimentos. Percebe-se o empresário investe em atendimento, estrutura, treinamento, cuidados com os imóveis, porém, se não houver infraestrutura, boa iluminação, calçada boa, cuidados com os aspectos de acessibilidade não adianta muito. Precisamos do poder público”, diz

Parcerias com o Ministério do Turismo é possível
O deputado federal Angelo Vanhoni participou do encontro, dando apoio ao candidato Gustavo Fruet e aproveitando a oportunidade para cumprimentar o público da região e trocar informações de propostas para o bairro. Durante sua fala, pontuou a possibilidade de parceria entre o poder público local e o governo federal, por meio do Ministério do Turismo, proposta que agradou aos presentes. “O governo municipal, estadual e federal tem um conjunto de políticas públicas que pode ajudar Santa Felicidade a desenvolver todo potencial que tem na cidade de Curitiba. O bairro tradicional, conserva a história, representa uma parte da história do Paraná e do Brasil, que é a presença da imigração italiana no nosso país. É riquíssimo na gastronomia. E esta história do bairro transcende a cidade de Curitiba, o meio cultural e artístico. O Brasil conhece Santa Felicidade é preciso um conjunto de obras para realçar o desenvolvimento econômico, para geração de renda, fomentar o ponto de vista cultural”, diz.

Durante o encontro o presidente da CARSF, Osvaldir Benato, destacou a criação de um centro de memória que será localizado numa propriedade cedida pela Casteval. Um ponto relevante para o bairro, para preservação da cultura local. O deputado elogiou a iniciativa e afirmou que esta proposta da criação de um centro de convenções são ações relevantes para o bairro. “O centro de convenções, por exemplo, pode unir o turismo de eventos com o turismo ligado a gastronomia e a cultura. São preocupações que não é apenas de Santa Felicidade é  do poder público. E o  caminho é este, tentar fazer uma sinergia para que o bairro de  revitalize se reinvente, resguardando suas raízes, tradições e apontando para o crescimento do futuro”, diz.

O encontro foi realizado no Clube Trieste que é um espaço provável para receber  times na  Copa do Mundo para o treinamento. Para o presidente do Triste, Jaziel Baioni, é de extrema importância todos os candidatos poderem participar destes encontros.  “Vamos entregar essas reinvindicações, temos uma pauta importante e o bairro se mobilizou e este é o resultado. Queremos agora o compromisso de cada candidato para atender nossas necessidades”, diz.
Jaziel ressaltou que o Trieste é fruto de um grande investimento da Stival Alimentos, que transformou o espaço com excelência, tendo a infraestrutura adequada para receber as seleções de futebol da Copa “Esta ação fez com que fossemos os candidatos a ser sede de treinamentos e dá a visibilidade necessária em torno da Copa do mundo”, conta.

Quer saber sobre os próximos encontros com demais candidatos? Entre em contato:
Serviço:
Entre em contato com a ACISF
41 3273-4605