Parceria com Instituto garante ação de colaboração do público nos dias do encontro

Uma feira que tem o propósito de incentivar a conscientização ambiental no seu público expositor e visitantes, não tem apenas que mostrar as novas tecnologias que promovem ações efetivas de preservação ambiental, é preciso muito mais.

E buscando ações que efetivamente façam com que as pessoas criem ou fortalecem sua cultura ambiental, a Feira ReciclAção  em conjunto com a Associação Fukuoka, resolveu criar uma central de coleta de lixo eletrônico. Isso mesmo. Em todos os dias da feira será possível trazer seus resíduos eletrônicos para uma correta destinação.

O diretor  Edson Sadao Imoto, explica que a proposta é mostrar aos visitantes que materiais como impressoras, computadores, celulares, pilhas e baterias, não podem ser enviadas para o lixo comum “Esperamos a colaboração dos visitantes trazendo esses materiais para a feira e também, que passem a conhecer como é o processo de reaproveitamento deles”, explica.

A entidade
A Associação Fukuoka do sul do Paraná é uma entidade sem fins lucrativos, que tem a preocupação com a contaminação de água por metais pesados e substâncias químicas.  Criou o programa ECOLIXO ZERO e o projeto Jogue Limpo, Não polua e não contamine o meio ambiente. E trabalham com três resíduos tóxicos, perigosos e especiais.

Criada em 1985, por descendentes da região de Fukuoka no Japão, a entidade passou em 2009 a criar projetos na área ambiental. O diretor explica, por exemplo, uma ação que é feita de reciclação de bitucas de cigarro “ A partir da criação da lei anti-fumo, as pessoas passaram a consumir cigarros em ambientes abertos, o que é muito bom, porém, isso acarretou outro problema. Pois as bitucas, muitas vezes, são jogadas no chão e são carregadas pelas águas  das chuvas e algumas vezes para os rios”, diz.
A contaminação
Ele explica que isso ocasiona contaminação da água, consequentemente dos peixes, e do ser humano “Sabemos que o fumo contém 4700 substâncias tóxicas, dentre essas 60 são cancerígenas “,conta.
Essas bitucas são recicladas e são transformadas em componentes de hidro semeaduras, que são usados em altos jatos para conter saludes e erosões em encostas “O que está contaminado vira bem ambiental”, diz
Além disso, a Associação recolhe e encaminha outros produtos recicláveis, por exemplo:
•       TRANPPO de SP – LAMPADAS
•       Pilhas e baterias para SUZAKIN de Suzano SPB
•       BATERIAS VEICULARES TAMARANA – PR
•       ISOPOR reciclamos Santa Luiza SC
•       Chapa de RX DPC BRASIL de SP
•       Banner e faixas de Lona, Creche Comunitária São José
O diretor destaca que os medicamentos  vencidos são coletados também, porém esses são incinerados.

 Para o professor de informática Sérgio Ferreira Martins Garcia, a correta destinação do lixo eletrônico é muito importante.  E ele destaca que antes de descatar é necessário verificar se o mesmo não pode ser aproveitado de alguma maneira. É bem comum a situação de descarte total de um equipamento por parte das empresas e usuários devido a uma pequena falha, porém muitas vezes é possível repará-lo e deixá-lo útil  por mais alguns anos.

 Esse conceito de descarte total se deve, na maior parte das vezes, pelo fato dos fabricantes terem adotado a pratica da construção de equipamentos com componentes mais baratos, de forma que, com o tempo, o mesmo apresentará algum defeito e, nesses casos, o conserto desses equipamentos nem sempre é viável devido o preço do conserto ser quase o mesmo de um equipamento novo, explica o professor.
“Quando falamos de lixo eletrônico, devemos também levar em consideração o fator ambiental, e não apenas o financeiro. Para construir um único computador são consumidos vários kg de combustíveis fósseis e químicos, além de milhares de litros de água e vários metais preciosos. Por isso é necessário sempre fazer o descarte correto desses equipamentos”, diz. Ele indica que em Curitiba há empresas como o Biet (www.biet.org.br) e o Parcs (www.parcs.com.br) que trabalham no recolhimento e destinação correta do lixo eletrônico.

Durante a ReciclAção serão coletados materiais como computadores, impressoras, baterias, pilhas e outros materiais eletrônicos. Participe, colabore com o meio ambiente. Faça sua parte

A ReciclAção.Expomai 2012 é uma realização da Montebello Eventos com o Patrocínio da Ambisol Soluções Ambientais, e com apoio de realização do SENAI PR, AEAPR-Curitiba, FEAP, SIMPEP, CREA PR, Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba - SMMA e outras instituições atuantes no setor ambiental e de reciclagem.